• Carol Prímola

Proporção Áurea nos dias atuais

A Proporção Áurea, conhecida também como: Proporção Divina, nada mais é que uma formula matemática complicada, a fórmula PHI (lembra?) em homenagem ao escultor Phideas.


Existe um cálculo onde a partir desse resultado, quanto mais próximo algo chegar deste, maior será considerado a sua simetria e harmonia!

Esse cálculo pode ser visto em tudo, arquitetura, artes, natureza, galáxia e sim, em nós humanos...


Não vou aprofundar o estudo da proporção e sim falar sobre: ASSIMETRIA.


Não existe nada no mundo real que se encaixe perfeitamente na proporção áurea. Afinal, assim como é impossível encontrar um círculo absolutamente perfeito na natureza, se aplicarmos a proporção áurea a qualquer objeto de maneira rigorosa, ele sempre ficará um pouquinho fora da medida exata.


Se tratando de rosto pouquíssimas pessoas conseguem chegar perto deste resultado...

A proporção áurea no rosto é a distância entre o queixo e a base do nariz deve ser a mesma distância da base do nariz até a parte inferior da testa, essa mesma medida também deve ser o tamanho da testa e da orelha.


Conseguimos ficar próximo a simetria com algumas intervenções estéticas mas, vale a pena?

Na minha opinião a graça está no assimétrico, em ser diferente, imagina se todos nós fôssemos iguais?

Tentar se encaixar em um padrão, faz a gente viver em uma bolha, onde tudo fica frágil e sensível.

Ser a gente com nossas “assimetrias” é que nos torna interessantes.

Podemos ver assimetria interessantes e harmônicas em vários lugares.

Comece a reparar e veja a harmonia das formas.



0 visualização
CONTATO